25.4.15

Enrosco

25.4.15
tumblr

Ser teu ventre, 
um nó de pernas. 
Incertas. 
Certas de se encontrar. 
Ser teu centro, 
além do peito, 
um enlace a mais. 
Sou teu vento, 
um lamento de rio 
que se deixa levar.
Sou teu apartar,
teu antes e depois, 
durante SoMos, 
um ímpar de dois.

│Samara Bassi│

© 2015. É expressamente proibida a cópia parcial e/ou total não autorizada de qualquer conteúdo deste blog.

Um comentário:

Crônicas de Areia disse...

Teu corpo é terra fértil, que habito sem medo do hábito de criar raízes. Busquei tanto o porto seguro, e foi justamente na água que verte de teus hinos que aportei meu peito. Teu sopro é vento de puro ar de montanha, gelado na medida certa para acalentar o fogo que vem de tuas bocas.

Quatro elementos, e todos nascem em você.

Mas, pobres humanos... só sabem ler os elementos divisíveis pelos olhos.

De você, vem essa aura angelical, brotada das asas que você esconde. Vem também esse desejo nada santo, um encanto ardido e delicioso de me endiabrar com a malícia que não se aprende em nenhum céu. É em você que se misturam os ingredientes das mais irriquietas bruxarias do bem, da magia que os gnomos e duendes buscam no útero de cada árvore. A delicadeza de uma moça meiga se tempera com as pimentas que brotam nos lençóis marcados e adubados com o gozo e as loucuras que você estampa em nossa cama.

Quem sabe sejamos transgressores dessas regras opressoras, escritas propositalmente para se tirar o tesão de viver?

Sim, somos transgressores inatos, e teu peito é a porta de entrada para uma vereda que me carrega e rouba minha cena.

Meu caminho eu marco na direção para onde o vento do meu sopro dobra os finos pelos do teu corpo, e acredite, eles passaram algum tempo marcando minha bússola para o sul. Hoje, no entanto, teus finos pelos são uma verdadeira rosa-dos-ventos, me ouriçando para cada latitude e longitude do teu corpo. Mas, em você, nada é longe, e tudo alcanço com um simples toque de meus lábios.

E o que mais gosto em te soprar, é saber que logo uma deliciosa risada virá, e com ela, algo pronto para me amansar a boca.

E saiba você que de joelhos eu te farei ficar, até que você aprenda que é assim, de joelhos e entoando teus mantras mais pessoais que você soltará cada fera que te toma o peito.

Assim somos, e assim conjugaremos cada esconjuro nosso a todo aquele que nos repreende e não entende. Amém.

Lindaaaaaaa. Você se supera, moça linda que eu amo tanto.

Marcio.

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.