31.10.14

31.10.14
Num céu prateado de plumas,
teu olhar é minha estrela guia
que desnuda a noite de pele em pelo,
um apelo de pousar no cílio
nossas manhãs e amanhãs esvoaçantes.
Teu umbigo é meu carrossel onde a língua brinca sem beiradas,
é minha tara mal dormida,
é meu espaço e abraço nu,
minha daneza na madrugada.
São palavras que semeiam tua corte
e eu sou forte pra te guardar
num verso que a língua canta
e não espanta!
Só me planta em tua saliva teus mil beijos sagrados
em meu corpo - seu terreno fértil,
erétil,
sutil num sim,
em mim,
teu florescer
e ser (M)eu!

Nenhum comentário:

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.