29.7.13

Tu és a própria vi(n)da

29.7.13

Torna-te então a eternidade etérea do coração que pulsa duplamente esse teu ventre sagrado.

│ Samara Bassi │

Dreamer by Terry Oldfield on Grooveshark

2 comentários:

Crônicas de Areia disse...

Somente o vento sabe jogar sementes ao chão, de um jeito que elas brotarão amparadas e cuidadas. Mãe natureza é sábia, e cuida zelosa de seus filhos.

Teu corpo é tua casa, teu jardim mais belo. É teu quintal, onde você cuidará de cada detalhe para que tuas sementes germinem. Você é essência, então, você é tua própria natureza.

E o vento? Ele se guiará, apaixonado por tuas flores primaveris. Soprará morno, mas intenso, SeMpre. Semeará em teu jardim e fecundará não apenas teus dias, mas todo teu tempo.

E você será, então, novamente semente, pois um pouco de tua essência será dividida, repartida em tudo o que germinar de você.

Ciclos que se repetem, regidos por essa constelação primorosa chamada natureza.

E a tua natureza, Samara, é farta de sementes férteis. As mais belas flores, perfumadas com teu toque mestre de alquimista dos aromas e da generosidade.

Que lindo, Sam.

Marcio.

Filha do Rei disse...

Samara, que lindo!O nascer, reviver, renascer,renovar; tudo faz parte do ser.
Bjss

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.