16.4.13

.

16.4.13
Ando desistindo de manter minhas janelas abertas, minha porta encostada. Cada palavra que brota, me ditam um sermão.

6 comentários:

Crônicas de Areia disse...

O mundo de algumas pessoas é assim, sempre prontinho pra ditar sermões aos outros. Mas essas pessoas esquecem de olhar lá na frente, de olhar para aquele momento em que palavras não vão dizer mais nada.

A gente fica aqui, Sam, vendo essas pessoas falarem, falarem, falarem, falarem... e lembramos do que dizia o Renato: "...falam demais por não terem nada há dizer...".

Fecha um pouco as janelas, mas sempre deixe uma freta, para que aquela réstia de sol te encontre pela manhã. Essa fresta é necessária também para as canções que chegam lá do jardim. E a porta... ah! a porta. Essa não adianta você fechar, pois tenho ainda aquele lápis mágico que você me deu. E com esse lápis, eu desenho outra porta na parede. Mas, quer saber? Nem vou desenhar porta na parede. Vou é desenhar uma porta diretamente nesse teu coração lindo.

Mocinha, vai lá olhar na esquina. Passei por aí agora pouco, e vi um beija-flor carregando um arco-íris embrulhado pra presente. Tenho quase certeza que era pra você.

Bjs, Sam.

Marcio

brisonmattos disse...

Se cada um tomasse conta da sua vida, essa sua frase nao teria sentido.
Vai cuidar da sua vida,e deixa as outras pessoas viverem como quiser.
É bem isso. Eu tb já cansei de abrir portas e janelas...Fechei algumas definitivamente por não haver luz, mas continuarão abertas para aquelas pessoas que merecem.

Déborah Arruda. disse...

Exatamente isso, Sam. Tão meu esse momento. Tão minhas essas linhas. Mas eu sempre vou insistir nas janelas abertas.
Meu beijo!

Audrey Andrade disse...

Ainda assim, deixe abertas portas e janelas e que sua vida seja uma vírgula e nunca um ponto, mas se não tiver outro jeito, que o ponto seja continuativo!

Beijoquinhas!

Will disse...

Há tempo lareira e há tempo de pegar um guarda chuva e sair no temporal...

Malu Silva disse...

Foi muito bom passar e conhecer o espaço. Um abraço

http://tudoepossivel-infinitoparticular.blogspot.com

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.