2.3.13

Nem todo amor sabe esperar

2.3.13
Colorimos
Sabe, menina. Assim como as horas que transitam no breve espaço que os dias costumam e costuram na vida da gente, o amor é ainda o tecido mais forte, o mais nobre e o mais bonito... apesar de alguns bolores. É ainda um intuito de fazer crescer na gente, essa teimosia sem paralelos. Essa coisa que você também conhece bem que eu sei! De querer se jogar e encurtar as distâncias que não podem ser encurtadas sempre quando a gente quer. E é aí que todo mundo é igual e insiste; por rebeldia ou contradição.  E enquanto a gente desalinhava um ponto, refaz um nó sem apertar demais, também constrói laço, abraço, choro e casa feita de cobertor.
É assim menina o amor na vida da gente: uma rede de cores e trançados que vão ao longe dos olhos e que vez ou outra, embola tudo aquilo que o coração alinhavou cuidadosamente.
É também, essa descarada maneira de fazer embrulhos quando a gente sente frio, de ser transparência como água de rio. Mas também escuro como manto da noite. E sabe, menina. Ainda assim, o amor é constelação. E brilha. Compartilha até os seus dias mais sombrios, cantarolando sem nem desafinar. É desafio pro coração da gente.
Mas deixe pra lá, eu só desconfio, confio, teço um fio pra fazer roupagem em outro lugar.

Menina, menina. Destranque o portão que logo chega aquela carta pra você!

Vai, anda! Deixa de lado esses recortes mal dispostos sobre a mesa da cozinha e vá sentir lá fora o perfume dele chegando e o querer se aconchegar mais uma vez, mais um milhão de vezes nas horas mornas, pintadas de esperas e fotografias manchadas. Esses olhos se fitam e se conversam sem dizer palavras. E mais, se entendem. E isso menina, é tão bonito e cada vez mais raro - como abraço de manhã.
A gente nunca sabe quando é hora de ver partir. Só sabe que é assim que a gente vai se (re)partindo aos poucos.
Então vai, menina! Nem todo amor sabe esperar.

│ Samara Bassi │
Pra hoje: 
Dois by Tiê on Grooveshark

2 comentários:

Audrey Andrade disse...

Que tenhamos sempre amor nesta vida e nas outras!

Amei seu texto. Muito poética e cheio de sentimento. Meu carinho! :)

Samara Veras- disse...

DEixa tudo e abraça esse amor menina.


lindeza,palavras suaves!!


Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.