13.1.13

Fita de cetim

13.1.13
Imagem: Patricia Metola
Abriu os olhos e viu: fita de cetim entrelaçada aos dedos, como se os gestos fossem presentes coloridos e lançados à tantos dias de não se fazer esquecer. Com ela, desembrulhou o íntimo pressentimento da tarde e enfeitou as tranças dançarinas e a barra do seu vestido, de pernas curtas;  mas prenhas de estrada.

 - Cintila o norte na íris, ó menina!

E como quem fita nos olhos tantas voltas de um mesmo caminho, (pros)siga-o sem receio algum.
Há sempre de haver uma prece guardada nas mãos.

│ Samara Bassi │

Um comentário:

Toninho disse...

Suas inspirações vem com uma luz,que as vezes ficamos a olhar e implorar numa especie de prece, que nos faça capazes de conseguir embrenhar nas entranhas das palavras que belamente se aglutinam nas mais interessantes construções e amarrações.Bato palmas amiga.
"Cintila o norte na íris, ó menina!"
Desça desta estrela para lhe abraçar nobre poetisa estelar.

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.