13.10.12

Roda viva

13.10.12
Imagem: Noah Markus

Se é vento o homem que sopra seu próprio destino, como dizer então dos traçados impostos e que nos cercam quando tentamos nos desviar das curvas, das amarras nos tornozelos, das ilusões dos nossos próprios delírios oculares?

Sinto meu oásis nesse deserto de opções e ainda assim, como quem guarda uma carta na manga, guardo um tesouro que dita o meu próprio amanhã, num garimpo de beiras e beiradas sem passos e sem chegada. Só para amanhã de manhã.

Será que despenco diante dos olhos, naquela minha distração breve, de cílios e de tempo?
│Samara Bassi│

Nenhum comentário:

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.