4.8.12

Ensaio sobre todas as coisas

4.8.12
re-edição
Uma divagação, uma mensagem pra todos e pra ninguém...
Praqueles que se encontrarem numa vírgula, palavra ou frase completa.
Pra quem se deixar sentir. Permitir-se, simplesmente...

Imagem: Tom Grill
Todas as palavras não mais existem quando falamos de alguém, para alguém ou com alguém que enche nossos dias de magia, das mais simples;

Todas as certezas que se encontram um dia pra definir qualquer coisa, num segundo se desfazem diante desse alguém ou de qualquer outra coisa... e que só pode ser definido da gente pra dentro.
Todas as maiores fortunas valem muito pouco, quando se descobre num jeito de olhar e de sorrir, num toque no rosto, um abraço quente e apertado, um beijo esperado, aguardado, desejado... o seu maior tesouro.
Todas as escritas mais cobiçadas e que muitos pagam milhões para o seu acervo, não dizem mais quando, nos dias de hoje, se abre um e-mail com um simples “oi” que seja, daquele alguém que faz você sorrir pelo resto do dia.

Quando já se ouviu o pulsar inquietante de um coração querido... todas as músicas se tornam indiferentes e fora de ritmo.

O cheiro da flor que se sentiu com o vento, dura alguns segundo, minutos. E o perfume, daquela pessoa não passa, apesar dos dias... de chuva e de sol.
O lápis de cor da cor mais vibrante que houver, é opaco e não vibra mais enquanto os olhos que te atravessa e falam mais que qualquer palavra conseguem misturar na transparência de um castanho de entardecer, todas as cores da vida, realçadas com um brilho que a água mais cristalina e o cristal mais importado não são capazes de ser.
Todos os idiomas não traduzem do que está cheio o coração, do carinho da palma da mão, do rencostar a cabeça no peito, de ser guardado nos braços, do abraço ainda hoje sentido, jamais esquecido e mais do que nunca querer ser repetido... mesmo aquele nunca dado, mas já tão conhecido. Tão familiar.

Todos os presentes não recompensam e não trazem a satisfação que a felicidade e o sorriso de alguém ou de algo especial podem te trazer.
Nem a manchete da primeira página do jornal te causa tanto impacto quanto a descrição do dia desse mesmo alguém especial. Esse mesmo que você carrega pra lá e pra cá, por onde passa, por onde caminha, por onde vai...
Nem as Olimpíadas ou a Copa do Mundo te faz vibrar tanto, quando esse mesmo alguém te conta o que fez, o que quase conseguiu, o que realizou, o que desejava daquele dia, seja de um projeto, um objetivo. Seja de uma idéia à toa...

Quando há uma existência e nela a importância de tudo que te faz sentir, viver e acreditar é verdadeira, você descobre que ser abençoado pode ser tão simples e estar justamente tão perto, que a felicidade que se pensava e passava desesperadamente a encontrar cada vez mais fora e longe de nós, descobre-se que está tão perto, por mais longe que esteja e pode estar e ser nada mais do que aquele que te escreve ou te liga no seu aniversário, no meio da noite, que te disse “eu te amo”, que te compreende nas dores e alegrias e te respeita nos seus momentos mais íntimos e solitários, que te apóia nas dificuldades, que faz teu coração acelerar e se acalmar no mesmo instante, que te deixa a boca seca e as mãos suadas, que um único contato de pele arrepia e se alastra num segundo, que faz tua respiração falhar e o tempo parar, que entra na sua vida e te ensina coisas que jamais se aprenderia nos livros, que faz você quase morrer de saudade e que mesmo sem saber porque e que apesar do que se vive hoje e do que se viverá amanhã... você espera.

Talvez você saiba
Talvez você não saiba
Talvez você desconfie.
Pessoas, sempre terão as suas qualidades únicas e seus defeitos ímpares
Pessoas, sempre estarão integradas num grupo que possuam ou aparentam ter afinidades ou um objetivo comum...
As pessoas se imitam, se copiam, emprestam idéias, dividem opiniões.
É verdade que em algum momento, elas também sempre erram. E que também, podem errar novamente. E isso não significa que nunca possam acertar. Mesmo que isso demore e que, incansavelmente, demorem para acertar o passo.
Todas as pessoas são maravilhosas, todas sãoo insubstituíveis em algo, todas são destinadas a fazer algo que somente elas conseguiriam fazer, homem e mulher.......
Mas nenhuma outra pessoa é igual e consegue ser capaz de fazer o que “aquele alguém especial” te faz e você... ah, você sabe disso!
Sentir é fato. E basta.
                                               │Samara Bassi                                      

2 comentários:

ValCruz disse...

Sam, admirável ser... Cada dia melhor! Teus escritos me fazem te sentir falando aqui pertinho de mim.

E eu adoro!

Um cheiro.

Wania disse...

Samara querida,

Todas as coisas são só ensaio quando o espetáculo maior acontece dentro de nós!

Bjs... do palco!

Copyright - Quintal de Om © 2012 - 2017. All Rights Reserved to Samara Bassi.